UOL Notícias Notícias
 
24/08/2010 - 19h13

Tom endurece entre grupo dono da mina e governo do Chile: faltava escada de socorro

SANTIAGO, 24 Ago 2010 (AFP) -O clima de tensão aumentava nesta terça-feira no Chile entre os proprietários da mina de San José, onde estão bloqueados 33 mineiros, e o governo anunciando que vai explorar "todas as opções legais" para recuperar os custos da dantesca operação de resgate.

"Compatriotas da mina, os que estão no fundo da terra ou na superfície, e as famílias, estejam certos de que estaremos a seu lado, que vamos apoia-los", declarou à imprensa o ministro do Interior Rodrigo Hinzpeter. "O governo vai assumir e fazer chegar a vocês a ajuda econômica de um país desenvolvido, digno, que se preocupa com os seus", acrescentou.

Um dos proprietários do grupo chileno San Esteban, Alejandro Bohn, havia considerado "difícil", na segunda-feira, poder pagar os salários dos mineiros, mesmo os que estão a 700 metros sob a terra na mina de cobre e ouro de San José, a 800 km ao norte de Santiago.

O ministro do Interior anunciou que o Estado vai explorar "todas as opções legais destinadas a recuperar os custos" das operações de resgate, que deverão durar três a quatro meses, segundo os especialistas.

Na segunda-feira, o ministro chileno des Minas, Laurence Golborne, atiçara a polêmica, afirmando que os 33 homens bloqueados há 19 dias teriam podido sair a tempo mas "faltava uma escada (de socorro) para fazê-lo".

Os mineiros poderiam ter sido evacuados durante as 48 horas que se seguiram ao desmoronamento, mas deslizamentos posteriores de terra fecharam o acesso potencial, disse o ministro, após uma comunicação com os homens.

O grupo San Esteban se disse "tranquilo" na segunda-feira em relação à responsabilidade pelo acidente.

Na mina, "não houve jamais antecedentes de catástrofes deste tipo, os trabalhadores são treinados e possuem dispositivos de segurança para a proteção necessária ante um acontecimento de tais proporções", havia declarado Bohn.

A San José havia sido fechada em 2007 após um acidente que causou a morte de um mineiro. Um ano mais tarde, a jazida foi reaberta, mas a empresa precisaria ter adaptado uma escada de socorro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h10

    -0,20
    3,263
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h12

    0,27
    63.930,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host