UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 18h21

Mineiros chilenos foram informados de que resgate será longo

COPIAPO, Chile, 25 Ago 2010 (AFP) -Os 33 mineiros presos em uma mina no norte do Chile foram informados de que seu resgate durará muito tempo, e o Natal foi inclusive citado como data para terminar a operação, disse nesta quarta-feira o ministro da Saúde chileno, Jaime Mañalich.

O ministro afirmou que se espera que, depois da euforia inicial pelo contato conseguido no domingo passado, o ânimo do grupo de mineiros, presos a 700 metros de profundidade, caia.

"Dissemos a eles que não serão resgatados antes das festas cívicas (18 de setembro), e que esperamos estar com eles antes do Natal", disse o ministro à imprensa.

Até agora, as autoridades tinham decidido não dizer aos mineiros presos que o resgate durará em torno de quatro meses, segundo os cálculos do chefe da operação, André Sougarret.

Mañalich disse que "não podemos perceber ainda uma mudança de ânimo, (mas) antecipamos que depois da euforia produzida pelo reencontro e pelo contato de domingo, o mais provável é que tenhamos de enfrentar um período de depressão e angústia".

"Estamos preparando remédios para eles, porque seria ingênuo pensar que vão ser capazes de manter esse ânimo que nos mostraram durante um período de tempo tão longo", completou o ministro.

No domingo passado, depois de 17 dias sem nenhum tipo de contato, o grupo de mineiros foi contatado através de um duto pelo qual confirmaram que estão todos bem e em perfeito estado de saúde.

O resgate dos mineiros ocorrerá através de um orifício de 66 centímetros de diâmetro, cuja perfuração demandará em torno de quatro meses de trabalho.

A mina San José está localizada a 800 km ao norte de Santiago.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host