UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 14h31

Papa faz um apelo ao "respeito à vida e aos direitos humanos" na Somália

CASTEL GANDOLFO, Santa Sé, 25 Ago 2010 (AFP) -Bento XVI fez um apelo à comunidade internacional a trabalhar pelo "respeito à vida e aos direitos humanos" na Somália, onde violentos combates, que custaram a vida a pelo menos 65 civis, prosseguiram nesta quarta-feira após uma ofensiva de rebeldes islamitas shebab.

"Meu pensamento volta-se a Mogadiscio, de onde continuam a chegar notícias de violências atrozes e que, ontem (terça-feira), foi palco de um novo massacre", disse o Papa ao final de sua audiência geral semanal, da janela de sua residência de verão de Castel Gandolfo.

"Espero que com a ajuda da comunidade internacional, nenhum esforço será poupado para restabelecer o respeito à vida e aos direitos do homem", acrescentou Bento XVI, falando sobre sua "proximidade" com as "famílias das vítimas e de todos os que, na Somália, sofrem por causa do ódio e da instabilidade".

Pelo menos 65 civis morreram em Mogadiscio desde segunda-feira, quando começou uma ampla ofensiva na capital por parte dos rebeldes shebab, que se dizem ligados à Al-Qaeda, contra o governo somaliano de transição (TFG) e as tropas da União Africana (Amisom).

Entre os mortos, estão seis parlamentares vítimas de um ataque suicida dos shebab contra um hotel onde estavam hospedados deputados e dirigentes do TFG. Muitas pessoas foram vítimas de tiros de morteiro ou balas perdidas.

Os shebab controlam o essencial do centro-sul da Somália e lançam ataques regulares contra o TFG e o Amisom na capital.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host