UOL Notícias Notícias
 
25/08/2010 - 07h18

Professor australiano advertido por trabalho sobre ataque terrorista

SYDNEY, 25 Ago 2010 (AFP) -Um professor australiano recebeu uma advertência por ter pedido aos alunos que planejassem um ataque extremista destinado a causar o maior número de vítimas possível.

Os estudantes de uma série do colégio da Comunidade Kalgoorlie-Boulder, na Austrália Ocidental, receberam instruções de conspirar contra "uma comunidade australiana desprevenida, com a finalidade de matar a maior quantidade possível de civis inocentes para divulgar sua mensagem".

Os alunos, com idades entre 15 e 17 anos, tinham que explicar a escolha da vítima, a localização geográfica, o horário e o armamento, assim como descrever os efeitos que seu método teria sobre o corpo humano.

A tarefa, que pretendia testar a capacidade dos alunos em aplicar o que haviam aprendido sobre terrorismo em uma sociedade e um meio ambiente à vida real, foi rapidamente cancelada depois da reação irritada dos pais.

"Não há dúvida de que foi um método inapropriado para estudar as consequências e um conflito e que, potencialmente, poderia ofender e perturbar os pais e estudantes impressionáveis", afirma um comunicado do ministério da Educação do estado da Austrália Ocidental.

O diretor do colégio, Terry Martino, afirmou que o professor tinha "relativamente pouca experiência" e que "foi uma tentativa bem intencionada, mas equivocada, para tentar captar a atenção dos estudantes".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h29

    0,36
    3,291
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h40

    -0,59
    62.881,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host