UOL Notícias Notícias
 
29/08/2010 - 12h27

Socialistas franceses lançam campanha para 2012

LA ROCHELLE, França, 29 Ago 2010 (AFP) -A líder Martine Aubry, cercada de políticos socialistas, lançou neste domingo a campanha do Partido Socialista (PS) para as eleições presidenciais francesas de 2012, prometendo uma "alternativa crível" à Nicolas Sarkozy e aproveitando a ocasião para criticar a atitude "indigna" do presidente sobre as expulsões de ciganos.

Em meio a pesquisas favoráveis e uma retomada de unidade pelos seus dirigentes, os socialistas começaram a atacar o presidente Nicolas Sarkozy durante o período tradicional de permanência do partido em sua universidade de verão, na vila portuária de La Rochelle, no oeste da França.

"Estaremos prontos para 2012 e não vamos desapontar", "queremos ser uma alternativa crível contra Nicolas Sarkozy", afirmou neste domingo Martine Aubry ante milhares de militantes (4 mil segundo os organizadores) durante um discurso de uma hora e meia sobre seu programa voltado para a construção de "Uma França Diferente".

Todos os grandes nomes da política estavam na primeira fila junto de Ségolène Royal, Bertrand Delanoë e François Hollande. Aubry teve o cuidado de cumprimentar cada um, mesmo o campeão das pesquisas que não estava presente, Dominique Strauss-Kahn.

As recentes pesquisas acalmaram os corações dos socialistas, que perderam três eleições presidenciais seguidas: Nicolas Sarkozy seria derrotado no segundo turno tanto por Dominique Strauss-Kahn (59% contra 41%) quanto por Martine Aubry (53-47).

Entre franceses, 55% desejam que a esquerda vença as próximas eleições. Mas essa vontade não exclui um profundo ceticismo: 57% pensam que a esquerda não faria melhor do que a direita se estivesse no poder.

"Queremos ser uma alternativa à política de direita", reconheceu Aubry, prometendo um projeto global por uma "França diferente" que será apresentado na "primavera de 2011".

Ela esboçou algumas propostas, principalmente sobre segurança, que girariam em torno do tripé prevenção-dissuasão-sanção.

Após o projeto, virão os primeiros "exemplares" com a finalidade de determinar o candidato socialista para as presidenciais de abril-maio de 2012, acrescentou Aubry, convidando "cada um" a respeitar este prazo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host