UOL Notícias Notícias
 
30/08/2010 - 18h00

Comandante dos EUA preocupado com crise política no Iraque

WASHINGTON, 30 Ago 2010 (AFP) -O comandante das tropas dos Estados Unidos no Iraque, general Ray Odierno, se disse preocupado com a crise política naquele país, em entrevista publicada nesta segunda-feira, na qual advertiu que o atraso para a formação de um novo governo arruinaria a fé dos iraquianos na democracia.

Odierno, que na quarta-feira deixará o cargo à frente das tropas americanas no Iraque, manifestou em entrevista ao jornal The New York Times suas expectativas de que as negociações em curso para formar um novo governo sejam bem sucedidas, estimando que os políticos iraquianos ainda precisarão de pelo menos "quatro, seis ou oito semanas" para isto.

"Quanto mais tempo levar, mais frustrados (os iraquianos) poderão se sentir sobre o processo em si", disse o general, que chefiou a retirada das tropas.

"O que não quero é que percam a confiança no sistema, no sistema democrático, que é o risco (que se corre) a longo prazo", acrescentou.

Cinquenta mil soldados americanos permanecerão no Iraque para dar assessoria e assistência. O presidente americano, Barack Obama, fará discurso esta terça-feira para anunciar formalmente o fim da missão de combate dos Estados Unidos no Iraque em 1º de setembro, após sete anos e meio de operações.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host