UOL Notícias Notícias
 
31/08/2010 - 08h54

México prende um dos chefões do tráfico Edgar Valdez 'La Barbie'

MÉXICO, 30 Ago 2010 (AFP) -Um dos chefes do narcotráfico mais procurados do México, Edgar Valdez Villareal, conhecido por 'La Barbie' e nascido nos Estados Unidos, foi detido nesta segunda-feira no México, informou a procuradoria.

"A captura de Valdez Villarreal constitui um golpe de alto impacto contra o crime organizado mexicano", afirmou em uma mensagem à imprensa Alejandro Poiré, secretário técnico do Conselho de Segurança Nacional.

Valdez Villarreal, que disputava a liderança do cartel dos irmãos Beltrán Leyva desde dezembro passado, "foi detido e isto está confirmado", disse à AFP uma funcionária da Procuradoria Geral da República (PGR).

'La Barbie' integrava a lista dos narcotraficantes mais procurados pelo governo mexicano, que oferecia 2,2 milhões de dólares por sua captura. Nos EUA, Villarreal tinha a cabeça a premio por 2 milhões de dólares.

O narcotraficante travava uma sangrenta luta nos estados de Morelos (centro) e Guerrero (sul) pelo control do cartel dos irmãos Beltrán Leyva, cujo máximo líder, Arturo Beltrán, morreu em dezembro passado durante uma operação militar em Cuernavaca, 150 km da Cidade do México.

Valdez foi preso no estado do México (centro) "ao final de um trabalho de inteligência iniciado em junho de 2009, em diversos pontos do país", assinalou a secretaria de Segurança Pública.

Nascido em 1973 na cidade de Laredo (Texas), no lado americano da fronteira, "La Barbie" - assim chamado por ser louro e ter olhos claros - foi escalando posições no narcotráfico.

No início, liderou operações de tráfico na fronteira, quando ficou conhecido por sua violência.

Nos últimos meses, "La Barbie" era apontado pelas autoridades como o mandante de dezenas de execuções na cidade de Cuernavaca e no balneário de Acapulco, no Pacífico.

As vítimas de "La Barbie" geralmente eram decapitadas ou sofriam graves mutilações, e muitas foram penduradas em pontes após a execução.

"'La Barbie' é um dos criminosos mais procurados no México e no exterior. Continua operante com seu grupo", afirmou o presidente Felipe Calderón em seu Twitter, cuja autenticidade foi confirmada por seu gabinete.

Nos últimes meses as autoridades o responsabilizaram por dezenas de execuções de aparentes inimigos em sua luta pelo controle do cartel dos irmãos Beltrán Leyva ocorridas em cidades como Cuernavaca e no porto turístico de Acapulco (Guerrero), no Oceano Pacífico.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host