UOL Notícias Notícias
 
31/08/2010 - 16h06

Quatro israelenses morreram em "ataque terrorista" na Cisjordânia

HEBRON, Territórios Palestinos, 31 Ago 2010 (AFP) -Quatro israelenses morreram nesta terça-feira, num "ataque terrorista" perto da colônia judaica de Kyriat Arba, na região de Hebrón (Cisjordânia), informou à AFP o porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld.

O incidente -- um dos mais graves dos últimos meses na Cisjordânia -- acontece antes do recomeço, nesta quinta-feira, em Washington, as negociações diretas de paz entre israelenses e palestinos, suspensas desde o final de 2008, patrocinadas pelo presidente Barack Obama.

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ambos nos Estados Unidos para o reinício das conversações de paz, foram informados do ataque.

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, qualificou o incidente de "doloroso e grave", assegurando que as forças armadas e de segurança farão "todo o possível" para deter os autores dessas mortes.

O grupo islâmico palestino Hamas, que controla a Faixa de Gaza, comemorou a morte dos quatro israelenses, um fato qualificado por eles como uma "resposta normal" à ocupação dos territórios palestinos.

"O Hamas saúda a operação em Hebrón e a considera uma resposta normal aos crimes cometidos pela ocupação (israelense) e uma prova do fracasso da colaboração (...) entre a Autoridade (palestina) e os ocupantes contra a resistência", afirma o porta-voz do Hamas, Abu Zuhri, em comunicado.

Segundo o serviço de ambulância, as vítimas são dois homens e duas mulheres.

O carro em que estavam foi metralhado numa estrada entre a colônia e a aldeia palestina de Bani Naim, perto de Hebrón, informou Rosenfeld. No local costumam passar os colonos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host