UOL Notícias Notícias
 
31/08/2010 - 09h22

UE consegue acabar com champagne, xerez e porto 'made in Australia'

BRUXELAS, 31 Ago 2010 (AFP) -Os vinicultores australianos não poderão mais usar os nomes europeus Champagne, Xerez e Porto para seus vinhos, graças a um acordo com a União Europeia (UE), que entrará em vigor na quarta-feira.

A Austrália tem até um ano para deixar de usar a nomenclatura, segundo o acordo assinado em 2008 com o objetivo de proteger o regime de rótulos europeu baseado na localização geográfica dos produtos, informou nesta terça-feira a Comisão Europeia.

Há anos, os europeus tentam proteger os nomes mais emblemáticos de seus produtos alimentícios regionais, como o queijo parmesão - produzido na região de Parma, na Itália, mas cujo nome é usado indiscriminadamente em todo o mundo.

O champagne, por sua vez, vem da região francesa de mesmo nome; o xerez vem do município homônimo no sul da Espanha; e o Porto é produzido na região do Alto Douro, em Portugal.

O acordo, que substitui um compromisso precedente assinado em 1994 entre UE e Austrália, que também proíbe o uso de determinadas menções vinícolaS,

"São garantias importantes para os interesses dos produtores de vinhos da UE", comemorou Dacian Ciolos, comissário europeu para a Agricultura.

En 2009, las exportaciones de vino de la UE a Australia representaron 68 millones de euros, mientras que a la inversa, el monto fue casi diez veces superior, de 643 millones de euros, según datos de la Comisión Europea.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host