UOL Notícias Notícias
 
06/03/2011 - 10h59

Chanceler do Japão renuncia por ter recebido doação ilegal

TÓQUIO, 6 Mar 2011 (AFP) -O ministro das Relações Exteriores do Japão, Seiji Maehara, pediu demissão neste domingo, depois de ter admitido que recebeu doações de uma estrangeira que mora há vários anos no país, uma infração à lei nipônica, informa a imprensa de Tóquio.

Maehara, 48 anos, pediu desculpas à população pela demissão em um escândalo de financiamento político, durante uma entrevista coletiva organizada em caráter de urgência neste domingo.

A demissão do chefe da diplomacia japonesa, uma das estrelas emergentes do Partido Democrata do Japão (PDJ), no poder, representa um duro golpe para o governo do primeiro-ministro Naoto Kan, que está em baixa nas pesquisas.

Maehara era um dos favoritos para suceder Kan no caso de renúncia do chefe de Governo.

Ele admitiu na sexta-feira ter recebido uma doação de 50.000 ienes (600 dólares) de uma sul-coreana que mora há vários anos no Japão e é dona de um restaurante em Kioto.

O ministro afirmou que não sabia que a mulher, que conhece desde a infância, fazia doações, mas a oposição conservadora exigia a demissão por Maehara ter violado a lei que proíbe um alto funcionário do governo de receber recursos de um estrangeiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,69
    4,088
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    -0,83
    103.501,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host