UOL Notícias Notícias
 

Terremoto no Japão

Um dos maiores tremores da história desencadeia um tsunami, provoca mortes e deixa um rastro de destruição no Japão

  • Imagem: Reprodução
13/03/2011 - 07h40

Arrastado pelo tsunami no Japão, homem sobrevive dois dias no mar agarrado a um pedaço do telhado


Em Tóquio e Washington

Um homem de 60 anos foi socorrido neste domingo a 15 km da costa nordeste do Japão, depois de ter permanecido dois dias agarrado a um pedaço do telhado de sua casa, arrastada pelo tsunami, informou o ministério da Defesa.

Hiromitsu Shinkawa foi resgatado por um destróier da marinha japonesa em alto mar, em frente ao litoral de Fukushima às 12h40 (horário local), precisou o ministério.

Foi levado de helicóptero ao hospital, e "passa bem".

Segundo a agência de notícias Jiji, Hiromitsu, morador da cidade de Minamisoma, contou que "começou a correr quando ouviu o alerta de tsunami", mas "voltou para trás para recuperar algo em casa e foi levado pelas águas".

Terremoto desloca o Japão quase 2,5 metros

O terremoto de sexta-feira no Japão pode ter deslocado a ilha 2,4 metros, anunciou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

"Oito pés (2,4 metros) é um número importante", disse o sismólogo Paul Earle à AFP.

O sismo de magnitude 8,9, o mais potente registrado até agora no Japão, e o tsunami que se seguiu deixaram mais de 3.000 mortos e desaparecidos, segundo contagem provisória da polícia e da AFP.

Segundo o Instituto, a placa do Pacífico se ajusta anualmente cerca de 83 mm, mas um terremoto de grande magnitude pode movê-la consideravelmente, com consequências catastróficas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host