Acusado de corrupção, prefeito de Montreal renuncia ao cargo

Em Los Cabos (México)

MONTREAL, 18 Jun 2013 (AFP) - O prefeito de Montreal, Michael Applebaum, de 50 anos, anunciou sua renúncia nesta terça-feira, oito meses após ser eleito, devido ao processo judicial aberto contra ele.

Applebaum é acusado, principalmente, de corrupção em episódios ocorridos antes de sua posse.

"Mantenho minha inocência", disse Applebaum, declarando sua "intenção de lutar".

Ontem, ele foi indiciado por 14 acusações por uma unidade anticorrupção da Polícia de Québec.

Applebaum tomou posse em novembro passado, após a renúncia de Gérald Tremblay, que deixou o cargo também em função de um escândalo de corrupção que continua atingindo vários funcionários de alto escalão da prefeitura.

Detido na segunda de manhã pela Polícia e solto à tarde, Applebaum foi acusado de "complô, abuso de confiança e atos de corrupção nos assuntos municipais", entre outros delitos.

Os crimes teriam sido cometidos entre 2006 e 2011 e estão relacionados "essencialmente com a obtenção de licenças e de apoios políticos referentes a dois projetos imobiliários" no distrito então dirigido por Applebaum, afirmou André Boulanger, responsável pelas investigações sobre corrupção em Quebec.

"Nunca fiquei com um centavo de ninguém", garantiu Applebaum, primeiro prefeito anglófono de Montreal em um século, durante uma breve entrevista coletiva.

A saída do prefeito deixa a administração municipal no olho do furacão, a apenas alguns meses da eleição local, em 3 de novembro. Nos próximos dias, a Câmara de Vereadores elegerá um interino para o cargo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos