Topo

Cidade dos EUA devastada sabia dos riscos de deslizamento, dizem especialistas

26/03/2014 16h23

OSO, Estados Unidos, 26 Mar 2014 (AFP) - A cidade americana devastada por um deslizamento de terra, que matou 24 pessoas, foi avisada há quatro anos dos riscos, apesar dos moradores se sentirem seguros, informaram autoridades nessa quarta-feira

Enquanto equipes de socorro pocuravam sobreviventes em Oso, no estado de Washington, os responsáveis pela segurança defenderam sua atuação.

Um relatório de 2010, encomendado depois de um desmoronamento em 2006, alertou para o grande risco de queda de uma encosta na pequena cidade.

A população "sabia dos risco, mas se sentia segura em relação a pequenos acidentes", explicou à imprensa John Pennington, chefe do departamento de contenção de emergências do condado de Snohomish.

"Isso não foi um pequeno acidente. Foi enorme, catastrófico", acrescentou, segurando lágrimas.

As autoridades suspeitam que o deslizamento pode ter sido causado por um pequeno terremoto. 176 pessoas ainda estão desaparecidas.

O deslizamento atingiu 49 casas, de diversos tipos, onde, provavelmente, havia mais pessoas do que o habitual por se tratar de um fim de semana.

Os escombros deixados pelo deslizamento alcançam uma área de cerca de 2,4 quilômetros de extensão.

A zona é tão irregular que alguns membros da equipe de resgate "ficaram presos literalmente até as axilas", e tiveram de ser resgatados.

O presidente Barack Obama declarou emergência no estado de Washington, o que permite a entrega de fundos federais para enfrentar a catástrofe.

A chuva tem sido particularmente forte na região das montanhas Cascade nas últimas semanas.

str-mt/jm/dg

Mais Notícias