Topo

Uruguai reforça controles na fronteira com o Brasil por doença de equinos

13/01/2015 08h21

Montevidéu, 13 Jan 2016 (AFP) - O Uruguai anunciou nesta quarta-feira que reforçará as medidas de controle na fronteira com o Brasil para conter o risco de entrada no país do mormo, uma doença infecciosa que afeta os cavalos e pode ser transmitida ao homem.

"O Ministério de Pecuária, Agricultura e Pesca reforça as medidas de vigilância epidemiológica para mitigar o risco de introdução do mormo equino ao país, depois de ser detectado um caso na localidade de Quaraí, localizada na fronteira (ndr: norte) entre Uruguai e Brasil", destacou a pasta em um comunicado.

O Uruguai tinha proibido a circulação e a concentração de cavalos e animais similares em eventos a 50 km da fronteira com o Brasil e aumentou os controles em regiões onde se concentram animais.

O morto é uma doença infecciosa mortal para estes animais e pode ser transmitida ao ser humano. Faz parte das doenças, cuja detecção deve ser declarada à Organização Internacional de Zoonoses (OIE).

Notícias