Primeiro-ministro britânico critica execuções na Arábia Saudita

Londres, 4 Jan 2016 (AFP) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, criticou nesta segunda-feira a execução na Arábia Saudita de 47 pessoas, incluindo um clérigo xiita, e disse que a tensão entre Riad e Teerã é "extremamente preocupante".

"Nós condenamos e não apoiamos a pena de morte em quaisquer circunstâncias, e isso inclui a Arábia Saudita", declarou Cameron a repórteres em Londres.

A tensão entre Riad e Teerã pela execução do clérigo xiita, "é enormemente preocupante porque queremos estabilidade no Oriente Médio", acrescentou.

Essa estabilidade "é absolutamente essencial para resolver a crise na Síria, que é a causa de muitos destes problemas", estimou Cameron.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos