Venezuela: funcionários denunciam desmantelamento de TV da Assembleia

Caracas, 4 Jan 2016 (AFP) - Um grupo de trabalhadores da TV da Assembleia Legislativa da Venezuela denunciou nesta segunda-feira demissões em massa visando acabar com o canal, um dia antes de a oposição assumir o controle do Parlamento.

"Não temos acesso ao nosso local de trabalho e não recebemos qualquer tipo de explicação. Também estamos sendo chamados para as rescisões. O canal está sendo liquidado de maneira arbitrária e ilegal", denunciou Betzaida Amaro, jornalista do ANTV, ao canal venezuelano Globovisión.

Cercada por outros funcionários da emissora, Amaro garantiu que as antenas instaladas dentro do Parlamento foram arrancadas e as câmeras, desconectadas, o que criou "condições muito reduzidas" para a transmissão da posse da nova Assembleia, prevista para esta terça-feira.

Os funcionários da ANTV também denunciaram que o canal está apenas reproduzindo a programação da estatal Venezuelana de Televisão desde 31 de dezembro, no lugar de sua própria programação.

O deputado Henry Ramos Allup, eleito pela maioria opositora como o próximo presidente da Assembleia Nacional, afirmou nesta segunda-feira que a ANTV foi saqueada para impedir a transmissão da posse do legislativo eleito no dia 6 de dezembro passado.

"Mas isto não importa porque vamos garantir que os meios de comunicação privados possam instalar suas antenas para transmitir um ato que é de toda a Venezuela".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos