FBI pede ajuda cidadã para reconstituir movimentos de atiradores de San Bernardino

Los Angeles, 6 Jan 2016 (AFP) - O FBI pediu nesta terça-feira ajuda cidadã para reconstituir todos os movimentos de Syed Farook e Tashfeen Malik no dia em que mataram 14 pessoas na cidade californiana de San Bernardino, no início de dezembro.

As autoridades conseguiram saber o que o casal muçulmano radical fez durante três horas e 42 minutos na manhã do tiroteio graças ao relato das testemunhas, das câmeras de trânsito e de outras técnicas de rastreamento, mas desconhecem onde estavam durante 18 minutos "cruciais".

"Queremos nos assegurar que sabemos se pararam em algum lugar, alguma casa ou algum comércio que não sabemos. Queremos nos assegurar se contactaram alguém durante este tempo", explicou em coletiva de imprensa o assistente do diretor do FBI em Los Angeles, David Bowdich.

"Peço aos cidadãos que nos ajudem nesta investigação e, se tiverem algo, que nos contactem", declarou.

Farook, de 28 anos, chegou cedo à festa natalina que o governo do condado de San Bernardino, onde trabalhava, organizou em 2 de dezembro.

Depois de ausentar-se momentaneamente, voltou com sua esposa e iniciou o ataque que deixou 14 mortos e 22 feridos.

Depois do tiroteio, o casal foi a um lago próximo onde a polícia não encontrou "nada relevante para a investigação".

Posteriormente, visitaram vários lugares, segundo o FBI, mas se desconhece o que fizeram durante 18 minutos.

"É importante que as pessoas saibam o que nós estamos perdendo", enfatizou Bowdich.

O FBI está investigando o ataque como um ato terrorista, mas "até o dia de hoje não há indícios de que foi dirigido a partir do exterior".

"Tudo indica que foi um ataque terrorista inspirado" em organizações radicais, destacou.

Farook e sua esposa morreram horas depois do atentado em um confronto com a polícia quando tentavam fugir.

O tiroteio de San Bernardino é o pior massacre registrado nos Estados Unidos desde o ataque à escola primária de Sandy Hook, que deixou 26 mortos em 2012, entre eles 20 crianças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos