Líder da oposição da Nigéria é acusado de corrupção

Abuja, 5 Jan 2016 (AFP) - O líder do principal partido da oposição na Nigéria foi acusado de corrupção no âmbito de um enorme escândalo por vendas de armas que sacode o país em várias semanas, anunciou nesta terça-feira o serviço federal de combate à corrupção.

Bello Haliru Mohamed, dirigente provisório do Partido Democrático Popular (PDP) e ex-ministro da Defesa, foi acusado juntamente com seu filho, Bello Aba Mohamed, de abuso de confiança e lavagem de dinheiro pela alta corte federal de Abuja.

O ex-ministro chefiou no ano passado a campanha para as eleições presidenciais do ex-presidente Goodluck Jonathan, que fracassou na tentativa de se reeleger, derrotado por Muhamadu Buhari.

Segundo a Comissão para crimes econômicos e financeiros, Mohamed e seu filho receberam, sob a administração de Jonathan, 300 milhões de nairas (1,4 milhão de euros) do escritório do Conselheiro de segurança nacional, Sambo Dasuki, principal acusado neste caso de desvio de fundos e contratos sobre armamentos.

O dinheiro desviado teria servido em particular para financiar a campanha política de Jonathan.

bur-phz/de/cr/age/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos