Militar americano morre em operação no Afeganistão

Washington, 5 Jan 2016 (AFP) - Uma operação das forças especiais em Marjah, na província de Helmand, no sul do Afeganistão, terminou com ao menos um soldado americano morto e dois outros feridos, anunciou nesta terça-feira a Otan.

"Estamos muito tristes por esta perda", disse o porta-voz da Otan no Afeganistão, general Wilson A. Shoffner, que manifestou seus pêsames à família e aos amigos do militar.

As forças americanas estavam apoiando as tropas afegãs na região de Marja, um bastião dos talibãs no sul do país. Na operação também ficaram feridos vários soldados afegãos.

Segundo fontes talibãs, um helicóptero militar que pousava para socorrer feridos caiu após ser atingido por um disparo de morteiro.

Ainda de acordo com os talibãs, todos os ocupantes do helicóptero morreram no ataque.

O coronel Michael Lawhorn, outro porta-voz da Otan no Afeganistão, confirmou à AFP que um helicóptero americano teve "problemas mecânicos", mas indicou que "ele não foi abatido".

O aparelho em questão era um Uh-60 Black Hawk, revelou um oficial americano.

Uma nova ofensiva talibã, que conquistou um amplo território no distrito de Sanguin, zona de cultivo de papoula na província de Helmand, levou a Grã-Bretanha a mobilizar tropas no terreno, algo que não ocorria há 14 meses.

A mobilização britânica se soma à recente chegada de forças especiais americanas, um ano após a Otan concluir sua missão no país.

A Otan encerrou sua missão de combate no Afeganistão em dezembro de 2014. Oficialmente, os 13.000 soldados estrangeiros que continuam estacionados no país têm um papel de treinar policiais e militares afegãos.

O avanço dos talibãs em Helmand, região produtora de ópio, levou à captura da cidade de Kunduz durante o mês de setembro, o que foi considerado a maior vitória militar dos rebeldes em 14 anos.

Em meados de outubro, o presidente americano, Barack Obama, admitiu que não poderia continuar retirando as tropas americanas do Afeganistão no ritmo previsto, diante das várias ofensivas dos talibãs.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos