Amigo de atirador de San Bernardino se declara inocente

Los Angeles, 7 Jan 2016 (AFP) - O amigo do casal que em dezembro perpetrou o massacre de San Bernardino se declarou inocente nesta quarta-feira de conspiração terrorista, em depoimento à Justiça americana.

Enrique Marquez, de 24 anos, foi acusado formalmente na semana passada de entregar material aos terroristas, de casamento de conveniência, de mentir sobre a aquisição das armas utilizadas no massacre e sobre a procedência de um cartão de crédito.

O jovem se limitou a pronunciar "inocente" durante seu breve comparecimento ao tribunal federal de Riverside, cidade situada próxima a San Bernardino.

Documentos judiciais assinalam que Marquez comprou, no final de 2011 e início de 2012, os dois fuzis de assalto utilizados no massacre.

As duas armas foram supostamente adquiridas em nome de Sayed Farook, seu amigo de infância e que perpetrou o massacre ao lado da mulher, Tashfeen Malik, no dia 2 de dezembro.

A dupla matou 14 pessoas e feriu outras 22, no ataque mais sangrento desde o massacre da escola primária de Sandy Hook, em 2012.

Farook morreu ao lado da mulher em um tiroteio com a polícia.

As investigações revelam que o casal planejou em 2011 e 2012 atacar a universidade na qual estudaram.

No dia 23 de fevereiro começará o julgamento de Marquez, que se for declarado culpado poderá pegar até 50 anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos