Três ativistas curdas morrem durante toque de recolher na Turquia

Diyarbakir, Turquia, 6 Jan 2016 (AFP) - Três ativistas curdas morreram numa região do leste da Turquia que está sob toque de recolher após pedirem ajuda das autoridades depois de serem feridas - informou nesta quarta-feira um partido político pró-curdo.

O Partido Democrático dos Povos (HDP) denunciou que na segunda-feira as três ativistas e outro homem que não foi identificado foram feridas em Silopi, na província de Sirnak, no sudeste do país.

A deputada do HDP Leyla Birlik disse que os quatro estavam gravemente feridos e pediram às autoridades que os evacuassem, já que a cidade estava sob toque de recolher.

"As três mulheres e o homem foram feridos na segunda-feira à noite. Eles ligaram para dizer: 'estamos feridos, perdemos muito sangue, temos que ser evacuados'", afirmou a deputada, que representa a província de Sirnak.

"O HDP pediu que as autoridades os evacuassem, mas não teve resposta", agregou.

Silopi está sob toque de recolher desde 14 de dezembro pela ofensiva do governo contra os rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

str-sjw/hmw/an/dmc/mm

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos