Ataque russo contra prisão da Al-Qaeda na Síria deixa mais de 30 mortos

De Beirute

  • Khalil Ashawi/Reuters

    Homem carrega corpo de criança em local atingido por bombardeios, que ativistas dizem terem sido feitos por forças russas

    Homem carrega corpo de criança em local atingido por bombardeios, que ativistas dizem terem sido feitos por forças russas

Ao menos 39 pessoas morreram neste sábado em um ataque da aviação russa contra um edifício que a Al-Qaeda utiliza como prisão no noroeste da Síria, informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), que em um primeiro momento citou 10 mortos.

"Pelo menos 39 pessoas morreram no ataque da aviação russa contra um imóvel utilizado como prisão e tribunal pela Frente Al-Nosra (braço sírio da Al-Qaeda) em Maarat al-Numan, na província de Idleb", afirmou o OSDH.

"Muitas vítimas são prisioneiros, mas também há guardas e cinco civis, incluindo uma criança, já que o centro de detenção fica perto de um mercado popular", informou a ONG.

O OSDH explicou que a maioria dos réus são rebeldes hostis à Frente Al-Nosra. Os moradores já haviam reclamado da localização da prisão, que fica muito próxima a uma área residencial.

Maarat al-Numan, que fica entre Damasco e Aleppo, é controlada pelos rebeldes desde o fim de 2012.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos