Arábia Saudita: 51 pessoas executadas desde o início do ano

Riad, Arábia Saudita, 12 Jan 2016 (AFP) - Um saudita condenado a morte por assassinato foi executado nesta terça-feira em Riad, o que eleva a 51 o número de pessoas executadas na Arábia Saudita desde o início do ano.

Mechari al-Anzi foi condenado pela morte a tiros de uma pessoa durante uma disputa, afirma o ministério saudita do Interior em um comunicado divulgado pela agência oficial SPA.

Em geral, os condenados à morte na Arábia Saudita são decapitados.

Esta foi 51ª execução do ano de 2016. No dia 2 de janeiro, o país executou 47 condenados por "terrorismo", incluindo o clérigo xiita Nimr al-Nimr, o que provocou uma grave crise diplomática entre Arábia Saudita e Irã.

Na semana passada foram executados dois condenados por crimes de direito comum e no domingo uma etíope que havia sido sentenciada pelo assassinato de uma saudita.

Em 2015, a Arábia Saudita executou 153 pessoas, segundo um balanço da AFP, o que representou um forte aumento na comparação com 2014, ano em que foram registradas 87 execuções.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos