Socialista Patxi López eleito presidente do Parlamento espanhol

Madri, 13 Jan 2016 (AFP) - O socialista Patxi López foi eleito nesta quarta-feira presidente do Parlamento espanhol, o primeiro político escolhido para o cargo desde a volta da democracia após a ditadura franquista que não pertence ao partido mais votado nas eleições.

López foi eleito no segundo turno com os 130 votos dos deputados do Partido Socialista (PSOE) e do partido liberal Ciudadanos, contra 71 obtidos pela candidata alternativa apresentada pelo partido de esquerda radical Podemos, Carolina Bescansa.

A eleição do ex-presidente regional basco foi possível graças a um acordo entre três partes assinado na véspera pelo PSOE, Ciudadanos e os conservadores do Partido Popular (PP), que foi o mais votado nas eleições gerais de 20 de dezembro e cujos deputados optaram pela abstenção.

López, de 56 anos, se tornou assim o primeiro presidente do Congresso dos Deputados espanhol que não pertence ao partido mais votado nas urnas.

O acordo para a eleição de López foi apresentado como um ato de "generosidade" pelo ministro da Saíde Alfonso Alonso, em um momento em que o PP ainda aspira o apoio dos socialistas e do Ciudadanos para governar.

"O PP deve assumir a responsabilidade de governar, pois venceu as eleições", afirmou nesta quarta-feira o primeiro-ministro Mariano Rajoy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos