Furacão raro se dirige aos Açores, no Atlântico

Miami, 15 Jan 2016 (AFP) - O raro furacão Alex se formou nesta quinta-feira no Atlântico em uma zona perto do Açores, tornando-se o primeiro fenômeno do tipo a ocorrer em janeiro em quase 80 anos, informaram os meteorologistas americanos.

O furacão continuava avançando para os Açores, onde chegará com ventos fortes e chuva pesada na sexta-feira, segundo meteorologistas norte-americanos.

Este furacão está localizado a 560 quilômetros ao sul da ilha do Faial, nos Açores centrais, para onde estava indo rapidamente com ventos de 140 km por hora, segundo o boletim das 19h (de Brasília) do Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) - com sede em Miami.

Alex surpreendeu os meteorologistas nesta quinta-feira quando virou o primeiro furacão a se formar no Atlântico desde janeiro de 1938, fora da temporada de furacões, que vai de junho a novembro.

As ilhas centrais dos Açores, um arquipélago português localizado no Atlântico oriental, vão receber o impacto de Alex na sexta-feira, alertou o NHC, que chamou a atenção para ventos fortes e inundações costeiras.

A tempestade também poderia lançar chuvas fortes entre 75 e 125 mm nos Açores, com acumulações em algumas áreas até 175 mm, o que poderia levar a "inundações e deslizamentos que põem em perigo a vida", segundo os meteorologistas.

"Sua força irá variar um pouco nas próximas horas e esperamos que Alex perca suas características tropicais ainda na sexta-feira", disse o NHC.

A temporada de furacões que terminou em novembro foi menos ativa do que o habitual, produto do fenômeno El Niño, com onze tempestades, das quais quatro se tornaram furacões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos