Suicida morto em ação policial em 18 de novembro no norte de Paris é identificado

Paris, 14 Jan 2016 (AFP) - O homem-bomba que acionou seus explosivos em 18 de novembro durante a operação policial em um apartamento ao norte de Paris, poucos dias após os atentados de 13 de novembro, foi identificado como um belga-marroquino de 25 anos chamado Chakib Akrouh, anunciou a procuradoria de Paris.

Ele nasceu em 27 de outubro de 1990 na Bélgica e foi identificado por meio da comparação genética com sua mãe, informou o procurador da República, François Molins, em um comunicado.

Os investigadores acreditam que o jovem participou nos ataques de 13 de novembro aos cafés e restaurantes no centro de Paris com o suposto mentor dos atentados, Abdelhamid Abaaoud, igualmente morto na operação policial em Saint-Denis.

Cento e trinta pessoas morreram nestes ataques.

O homem se refugiou em seguida com o suposto mentor dos ataques, Abdelhamid Abaaoud, em um apartamento de Saint-Denis, subúrbio ao norte de Paris.

A polícia invadiu o apartamento em 18 de novembro e durante a operação os dois jihadistas e uma jovem, prima de Abaaoud, morreram.

Dos dez jihadistas que protagonizaram os atentados sangrentos oito foram identificados. O grupo Estado Islâmico reivindicou os ataques.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos