Coreia do Norte detém estudante americano por atividades hostis

Seul, 22 Jan 2016 (AFP) - A agência oficial de notícias da Coreia do Norte, KCNA, anunciou nesta sexta-feira a detenção de um estudante americano acusado de realizar "atividades hostis" não especificadas.

O estudante, da Universidade da Virginia, foi detido quando "estava realizando atividades hostis" contra o país, afirmou a agência.

"Atualmente está sob investigação", destacou.

O estudante foi identificado como Frederick Otto Warmbier e a agência afirmou que ele entrou na Coreia do Norte como turista "para atacar as bases da unidade da Coreia do Norte sob ordens do governo dos Estados Unidos".

Os termos "atividades hostis" já foram utilizados pelas autoridades norte-coreanas contra vários estrangeiros detidos no passado, incluindo missionários, e envolve acusações como espionagem.

A detenção acontece poucos meses depois da libertação por Pyongyang de um cidadão sul-coreano que estudava na New York University.

Won Moon-Joo, de 21 anos, que tinha um visto de residência nos Estados Unidos, foi acusado de entrar no país de forma ilegal.

Ele foi liberado em outubro, na cidade de fronteira de Panmunjon, mas ao contrário de outros detidos não foi submetido a um julgamento.

O governo dos Estados Unidos não tem relações diplomáticas nem representação consular em Pyongyang. Geralmente, os americanos detidos no país recebem assistência da embaixada da Suécia.

Um caso parecido é o de Kenneth Bae, um cidadão americano de origem coreana, que foi detido e condenado em 2013 a 15 anos de prisão, mas que foi liberado em novembro de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos