Suposto jihadista sírio detido na Alemanha por 'crime de guerra'

Berlim, 22 Jan 2016 (AFP) - Um sírio suspeito de fazer parte de um grupo jihadista e que participou no sequestro de um emissário das Nações Unidas em Damasco, em 2013, foi detido na Alemanha por crime de guerra, informou a procuradoria.

"Segundo as investigações, a pessoa detida pertencia ao grupo armado (vinculado à Frente Al-Nosra) e participou, entre março e junho de 2013, na vigilância da vítima do sequestro".

O sequestrado conseguiu escapar de seu cativeiro em outubro daquele ano, acrescentou a fonte.

Segundo a procuradoria, trata-se de um sírio de 24 anos identificado como "Suliman A.-S.".

Ele foi detido em Stuttgart (sudoeste).

Os sequestradores do emissário da ONU realizaram inúmeras ameaças de morte contra a vítima e tentaram sem sucesso obter um regate.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos