Aquecimento do oceano é subestimado, diz estudo

Em Miami (EUA)

  • Jorval/Wikimedia Commons

    Estudo sugere que tempestades cada vez mais graves podem ser esperadas como resultado deste erro de cálculo

    Estudo sugere que tempestades cada vez mais graves podem ser esperadas como resultado deste erro de cálculo

A quantidade de aumento do nível do mar que vem do aquecimento dos oceanos tem sido subestimada, e é provável que seja cerca de duas vezes maior do que o calculado anteriormente - disseram pesquisadores alemães nesta segunda-feira (25).

A descoberta, publicada nos Anais da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, sugere que tempestades cada vez mais graves podem ser esperadas como resultado deste erro de cálculo.

O nível do mar pode aumentar devido a dois fatores: o derretimento do gelo e a expansão térmica da água quando aquecida.

Até agora, os pesquisadores acreditavam que os oceanos subiram entre 0,7 a um milímetro por ano devido à expansão térmica.

Mas um novo olhar para os dados mais recentes de satélite de 2002 a 2014 mostram os mares se expandindo cerca de 1,4 milímetros por ano, disse o estudo.

"Até o momento, subestimamos o quanto a expansão relacionada com o calor da massa de água nos oceanos contribui para um aumento global do nível do mar", disse o co-autor Jurgen Kusche, professor na Universidade de Bonn.

A taxa global de aumento do nível do mar é de cerca de 2,74 milímetro por ano, combinando tanto a expansão térmica e quanto o derretimento do gelo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos