Londres e Berlim pedem 'mais trabalho' para acordo sobre reforma da UE

Londres, 26 Jan 2016 (AFP) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, e a chanceler alemã, Angela Merkel, pediram nesta segunda-feira "mais trabalho" para alcançar um acordo sobre as reformas da União Europeia, antes da realização de um referendo britânico sobre a permanência do Reino Unido no bloco.

Em um telefonema, ambos os mandatários também trataram da crise dos migrantes na Europa, segundo um comunicado divulgado pelo gabinete de Cameron.

O chefe de governo britânico quer alcançar um acordo sobre quatro reformas-chave com os líderes da UE no Conselho Europeu do próximo mês para poder fazer campanha a favor da permanência no bloco, às vésperas do referendo previsto inicialmente para o final de 2017.

"Sobre a renegociação britânica, (Cameron e Merkel) concordaram em que houve progressos desde o Conselho Europeu de dezembro e a existência de uma genuína boa vontade em toda a UE para fazer frente às preocupações dos britânicos nas quatro áreas", disse o comunicado.

"Ambos concluíram que se deve trabalhar mais ainda antes do Conselho Europeu de fevereiro, com o objetivo de encontrar soluções adequadas", completou.

Sobre o tema da migração, ambos os governantes consideraram "vitais" uma "forte fronteira exterior da Europa e uma maior cooperação com a Turquia".

Em uma tensa reunião de ministros do Interior da UE em Amsterdã, nesta segunda-feira, Áustria e Alemanha pediram à Grécia - porta de entrada de milhares de migrantes diariamente à Europa - para fazer mais para enfrentar a pior crise migratória do continente desde a Segunda Guerra Mundial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos