EUA preparam execução de prisioneiro de 72 anos

Washington, 1 Fev 2016 (AFP) - O estado da Geórgia, sul dos Estados Unidos, prepara a execução, para a terça-feira, de um homem negro de 72 anos, o prisioneiro mais velho do corredor da morte no país, em um caso que os críticos da pena capital consideram emblemático.

Está previsto que Brandon Jones receba uma injeção letal em uma prisão da cidade de Jackson, poucos dias antes de seu aniversário de 73 anos, depois de passar mais de 36 anos detido pelo assassinato de um comerciante.

As autoridades penitenciárias da Geórgia anunciaram em um comunicado que a execução será realizada às 19H00 locais (22H00, no horário de Brasília) de terça-feira.

Várias organizações e personalidades afirmaram que o caso simboliza o castigo duplicado ao que alguns prisioneiros americanos são submetidos, quando passam dezenas de anos isolados na prisão com somente a perspectiva da morte.

O juiz progressista da Suprema Corte, Stephen Breyer, também denunciou estas penas "de duração que desafia a razão e que minam o fundamento punitivo" da pena capital.

Atualmente, 76 homens fazem estão no corredor da morte na Geórgia, um estado do sudeste dos Estados Unidos que, em 2015, suspendeu numerosas execuções em meio a uma polêmica devido ao tipo de injeções letais utilizadas no processo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos