Israel veta entrada em Ramallah de não residentes após ataque

Jerusalém, 1 Fev 2016 (AFP) - Israel bloqueou nesta segunda-feira a entrada de não residentes em Ramallah, cidade da Cisjordânia ocupada onde fica a sede da Autoridade Palestina, após um ataque cometido no domingo por um palestino que deixou três soldados feridos, informou o exército.

"Adotamos medidas de segurança na região e apenas os residentes de Ramallah podem entrar na cidade", afirmou uma porta-voz militar.

A medida também é aplicada aos estrangeiros.

A suspensão da medida dependerá das informações do exército a respeito da segurança, de acordo com a porta-voz.

Um palestino que havia trabalhado como guarda do gabinete do procurador-geral em Ramallah abriu fogo no domingo contra um posto de controle nas proximidades da cidade e atingiu três solados, antes de ser morto.

O posto de controle, utilizado com frequência por diplomatas, jornalistas e trabalhadores humanitários, permaneceu fechado nesta segunda-feira, assim como outras entradas.

Os veículos tinham a possibilidade de seguir viagem após uma revista.

Muitos palestinos, trabalhadores humanitários e diplomatas entram diariamente em Ramallah, onde trabalham.

Desde o início do atual ciclo de violência, em 1º de outubro, na Cisjordânia, Jerusalém e Israel, morreram 161 palestinos, 25 israelenses, um americano e um cidadão da Eritreia.

Muitos palestinos mortos eram autores ou supostos autores de ataques com armas brancas contra civis ou militares israelenses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos