Desemprego na Alemanha registra novo recorde em baixa em janeiro

Frankfurt am Main, 2 Fev 2016 (AFP) - O desemprego na Alemanha registrou em janeiro um novo recorde em baixa com uma taxa de 6,2% em números corrigidos de variações sazonais (CVS), indicou nesta terça-feira a agência de emprego.

A taxa supera o recorde anterior de 6,3% em novembro, o mesmo nível que em dezembro. Trata-se do menor nível desde a reunificação do país, em 1990.

O número de desempregados na Alemanha, também em números CVS, retrocedeu em janeiro em 20.000 pessoas, a 2,73 milhões, uma melhora substancial em relação às 6.500 pessoas que os analistas do FactSet previam.

Em dados brutos, o número de desempregados (2,92 milhões) aumentou, no entanto, a 6,7%, contra 6,1% de dezembro, um mês favorável ao emprego.

"O bom desenvolvimento do mercado de trabalho continuou neste início de ano. Por questões sazonais, o desemprego (dados brutos) aumentou em janeiro, mas com dados corrigidos registra uma nova queda", comemorou em um comunicado Frank Weise, presidente da agência de emprego.

"Em 2015 a economia alemã teve um crescimento de 1,7%, um avanço impulsionado principalmente pelo dinamismo do consumo interno. Para 2016 é preciso esperar que siga esta tendência", acrescentou a agência.

Na semana passada o governo alemão publicou suas previsões para 2016, nas quais aposta por uma taxa de desemprego bruta de 6,4% de média, assim como em 2015, apesar da chegada nos últimos meses de centenas de milhares de migrantes ao país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos