Israelenses condenados à prisão perpétua e 2 anos de prisão por queimar palestino vivo

Jerusalém, 4 Fev 2016 (AFP) - Um tribunal de Israel condenou nesta quinta-feira dois jovens israelenses à prisão perpétua e a 21 anos de prisão, respectivamente, por terem queimado vivo um adolescente palestino, fato que foi um dos desencadeantes da guerra de Gaza em 2014.

Os dois israelenses eram menores no momento do ataque, no qual, junto a um terceiro homem, sequestraram Mohammed Abu Khdeir, de 16 anos, em uma rua de Jerusalém e depois o mataram.

mab-lal/mjs/dr/me/avl/cn

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos