Coalizão destrói reservas financeiras do grupo EI em ataques aéreos

Washington, 17 Fev 2016 (AFP) - Centenas de milhões de dólares em dinheiro foram destruídas em ataques aéreos da coalizão internacional contra reservas financeiras do grupo Estado Islâmico (EI), disse um porta-voz das forças armadas americanas nesta quarta-feira.

Aviões da coalizão dispararam contra mais dez reservas de dinheiro durante o fim de semana, disse o coronel americano Steve Warren, porta-voz da campanha que os Estados Unidos dirigem contra o grupo EI na Síria e no Iraque.

"Não temos um número exato que estamos dispostos a anunciar. Pensamos que beira as centenas de milhões de dólares", informou Warren a jornalistas por videoconferência, falando de Bagdá.

"Evidentemente, é impossível queimar cada uma das cédulas. Assim, supomos que puderam recuperar um pouco (do dinheiro). Mas achamos que foi uma série de ataques importantes que impôs verdadeiras perdas à sua carteira", disse.

Os ataques às reservas de dinheiro são parte de uma estratégia da coalizão internacional para desmoronar as fontes de recursos do grupo. Outro exemplo do plano são os bombardeios de infraestruturas petroleira sob controle do EI.

Warren afirmou que a demonstração de que estas medidas têm uma repercussão são os informes que falam sobre os cortes nos soldos dos soldados do EI, que em certos casos foram reduzidos à metade.

"Assim, isto é para nós um indicador muito importante que mostra que estes ataques contra sua capacidade de gerar ganhos estão apertando-os um pouco", acrescentou Warren.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos