Cameron pede à UE que deixe o Reino Unido viver

Bruxelas, 18 Fev 2016 (AFP) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu aos parceiros europeus para deixarem o Reino Unido viver, ao pedir mais autonomia para convencer os britânicos de continuar na União Europeia.

As negociações são "uma oportunidade para passar a uma abordagem fundamentalmente diferente da nossa relação com a União Europeia, o que alguns chamariam de 'viver e deixar viver'", disse na cúpula de Bruxelas, que aborda demandas britânicas.

Cameron pediu aos seus sócios que lhe ofereçam "um acordo global confiável" que satisfaça as demandas britânicas para que o Reino Unido vote a favor de prosseguir na União Europeia no referendo que será celebrado em uma data ainda a determinar do ano de 2018.

O primeiro-ministro reivindicou "um acordo suficientemente sólido para persuadir aos britânicos que apoiem o pertencimento britânico à UE".

Um acordo "que reflete que aqueles Estados que se queiram integrar mais possam fazê-lo, enquanto que nós que não, tenham garantido que se protegerão sus interesses", acrescentou.

pa-al/jz/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos