Israelense morre após ser esfaqueado por palestino na Cisjordânia

Jerusalém, 18 Fev 2016 (AFP) - Um israelense de 21 anos morreu nesta quinta-feira após ser esfaqueado por um palestino em um supermercado na Cisjordânia - informou uma fonte hospitalar.

A porta-voz do hospital Shaare Zedek de Jerusalém disse que o homem, hospitalizado em estado grave após a agressão sofrida em Shaar Binyamin, foi declarado morto após fracassadas as tentativas de ressuscitação.

A vítima foi identificada como Tuvia Weissman, um morador da colônia israelense de Maale Mijmas, próxima ao local do ataque. O soldado estava de folga e fazia compras quando foi atacado.

A porta-voz indicou que outro homem com 36 anos deu entrada no hospital com ferimentos leves.

As duas vítimas tinham feridas no torso.

"Dois palestinos entraram no supermercado Rami Levi, em Shaar Binyamin, e esfaquearam dois civis israelenses", declarou a Polícia em um comunicado, informando que um civil armado atirou em ambos os agressores.

A porta-voz do hospital afirmou que um dos agressores estava em um estado moderado a grave, enquanto o outro era atendido em Shaare Zedek com ferimentos graves.

Uma fonte palestina afirmou que os dois atacantes têm 14 anos.

O supermercado fica em uma área controlada por Israel perto de Ramallah, frequentada por colonos judeus.

Desde o início de outubro, os ataques isolados cometidos por palestinos e confrontos entre jovens atiradores de pedras palestinos e soldados israelenses mataram 172 palestinos, 27 israelenses, um eritreu, um americano e um sudanês, de acordo com uma contagem da AFP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos