Hollande e Juncker: acordo com Londres não rompe regras europeias

Bruxelas, 20 Fev 2016 (AFP) - As concessões feitas ao Reino Unido para que permaneça na União Europeia não rompem as regras do bloco - declarou o presidente francês, François Hollande, nesta sexta-feira, em Bruxelas.

"Hoje, o Reino Unido tem um lugar particular na Europa, mas não foram quebradas as regras do mercado único. Não há revisão prevista dos tratados, nem direito a veto à zona do euro", disse Hollande, em coletiva de imprensa após a cúpula europeia.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, confirmou que "não haverá direito ao veto, e o texto diz claramente".

A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou o acordo como um "compromisso justo".

"É um compromisso justo que não foi fácil", disse Merkel, em Bruxelas, ao fim da cúpula na qual foram negociadas concessões ao primeiro-ministro David Cameron.

"Não acho que demos muito ao Reino Unido", acrescentou.

Para o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, as concessões feitas pelos demais membros da UE são uma mensagem aos britânicos para que não deixem o bloco.

"O Reino Unido tem de fazer parte da Europa", defendeu Rajoy, na entrevista coletiva.

"O que os dirigentes políticos fizeram foi um esforço, não para dizer a Cameron que o ajudamos no referendo, mas também para dizer aos britânicos 'fiquem'", acrescentou Rajoy.

"Para os espanhóis, não estão em jogo interesses de qualquer tipo, apenas uma relação que não pode acabar", completou.

dk-mad-al/jmr./pr/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos