França ameaça evacuar à força parte de acampamento de migrantes de Calais

Calais, França, 20 Fev 2016 (AFP) - As autoridades francesas ameaçam evacuar por força uma parte dos migrantes do acampamento da "Selva" em Calais (norte), se os ocupantes não saírem antes de terça-feira, alegando abusos cometidos dentro do local.

As autoridades locais anunciaram a media na noite de sexta-feira e pediram de forma "urgente" a evacuação do campo da "zona sul", também conhecida como "o pântano". A maioria das associações ativas no local recusaram a proposta.

Segundo a prefeitura, de 800 a 1.000 migrantes vivem nesta região. As associações, por sua parte, falam de 2.000 pessoas afetadas, ou seja, a metade da "Selva".

A prefeitura ordenou "aos ocupantes sem direito nem título do local 'do pântano' em Calais deixar e liberar todas as pessoas e todos os bens situados na zona chamada 'sul' do campo (...) no mais tardar em 23 de fevereiro de 2016 às 20H00 locais (16H00 Brasília).

Passado este prazo, "será efetuada a evacuação dos ocupantes desta zona, se necessário com a participação da força pública", completa o texto.

Os migrantes podem escolher entre um centro de acolhida provisório aberto em janeiro na parte norte do campo, com uma capacidade para 1.500 pessoas ou os diferentes centros criados em outras partes da França.

A prefeitura evocou em um comunicado "abusos" cometidos pelos migrantes que causaram "um agravamento do nível de tensão" com "a população" nestas três últimas semanas. Segundo as autoridades, estes abusos "são instrumentalizados pelos movimentos extremistas".

cg-zl-tma/blb/we/es/jz/pr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos