Ex-presidentes do Irã fazem campanha por reformistas e moderados

Teerã, 22 Fev 2016 (AFP) - Os ex-presidentes iranianos Mohammad Khatami e Akbar Hashemi Rafsanjani pediram votos nos candidatos reformistas nas eleições legislativas da próxima sexta-feira para "bloquear o caminho dos extremistas".

Na sexta-feira, os iranianos devem escolher um novo Parlamento e uma nova Assembleia de Especialistas, instituição de religiosos responsáveis por nomear e, eventualmente, destituir o guia supremo da República Islâmica.

As duas assembleias são controladas atualmente pelas correntes conservadoras.

"Depois do primeiro passo e do êxito na eleição presidencial (a vitória do moderado Hassan Rohani), a coalizão dá o segundo passo para as legislativas", afirmou Khatami, da corrente reformista, em um vídeo divulgado em seu site.

As listas da coalizão dos "reformistas e as outras forças que apoiam o governo são as listas da esperança", completou Khatami em seu site, o único meio pelo qual tem a possibilidade de falar à população.

Os meios de comunicação iranianos não têm o direito de citar as declarações ou publicar fotos de Khatami, acusado de ter apoiado as manifestações de protestos contra a reeleição do ex-presidente conservador Mahmud Ahmadinejad.

Rafsanjani, da corrente moderada, defendeu o voto nas listas da coalizão reformistas-moderados para "bloquear o caminho dos extremistas".

Rafsanjani e Rohani são candidatos à Assembleia de Especialistas e aspiram que as figuras mais conservadoras, em particular o presidente da assembleia, o aiatolá Mohammad Yazdi, não sejam reeleitas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos