Evo Morales reconhece sua derrota: "Perdemos a batalha, mas não a guerra"

La Paz, 24 Fev 2016 (AFP) - O presidente boliviano Evo Morales, no poder desde 2006, reconheceu nesta quarta-feira sua derrota no referendo de domingo, que rejeitou sua intenção se se candidatar a um quarto mandato consecutivo (2020-2025).

"Respeitamos os resultados, faz parte da democracia", afirmou em uma coletiva de imprensa no Palácio Quemado em La Paz, quando acrescentou que "perdemos a batalha, mas não perdemos a guerra".

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos