Indonésia planeja fechar bairros da luz vermelha até 2019

Jacarta, 24 Fev 2016 (AFP) - A Indonésia planeja fechar todos os bairros da luz vermelha do país até 2019, disse nesta quarta-feira uma autoridade oficial, em um contexto de intensificação de uma campanha contra a prostituição.

O governo dará instruções às autoridades locais para fechar 100 bairros da luz vermelha no país com o maior número de muçulmanos do mundo, disse Sonny Manalu, funcionário de alto escalão do ministério de Assuntos Sociais.

"Acreditamos que os bairros da luz vermelha afetam negativamente as crianças que vivem perto", disse à AFP. "A prostituição não poderá ser varrida nunca da face da terra, mas devemos tentar fazer com que não corrompa nossa juventude", acrescentou.

Esta decisão é tomada após várias semanas de luta para fechar um dos bairros de prostituição mais famosos da capital, o chamado Kalijodo, e substituir bares e bordéis da capital por parques.

Mas o plano se choca com os moradores destes locais, que temem ver suas casas demolidas nos próximos dias.

A prostituição é ilegal na Indonésia, mas está muito disseminada nas grandes cidades.

As autoridades locais já fecharam 68 bairros da luz vermelha nos últimos anos, segundo Manalu. Entre eles figura Dolly, na cidade de Surabaya e considerado o maior do sudeste da Ásia.

O governo prometeu oferecer formação, assessoramento e ajuda aos trabalhadores sexuais que perderem seu trabalho devido a estas ações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos