Conselho europeu critica duramente situação de prisões gregas

Estrasburgo, França, 1 Mar 2016 (AFP) - O Conselho da Europa criticou duramente a Grécia no relatório de sua comissão para a prevenção de tortura divulgado nesta terça-feira, assinalando numerosos casos de violência policial contra pessoas em prisão preventiva e condições de detenção deploráveis.

O comitê visitou a Grécia em abril de 2015 para avaliar se as suas recomendações, em 2011 e 2013, estavam em prática, e acabou verificando o agravamento da situação.

"A situação nas prisões (gregas) se tornou crítica e são necessárias medidas urgentes" diante da superpopulação e da falta crônica de funcionários na maioria dos estabelecimentos", destacam os especialistas.

O comitê critica severamente a polícia grega e pede às autoridades que reconheçam o "problema difundido e profundamente arraigado dos maus-tratos perpetrados pela polícia", recomendando a utilização de gravações de áudio e vídeo durante os interrogatórios policiais.

O tratamento dado aos estrangeiros em situação irregular também faz parte do relatório, no qual o comitê denuncia que muitos refugiados são tratados como "suspeitos de crimes", e lembra que devem ser retidos em locais específicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos