EUA: fotógrafo da Time é derrubado por segurança de Trump

Washington, 29 Fev 2016 (AFP) - O fotógrafo da revista americana Time Christopher Morris foi derrubado violentamente nesta segunda-feira por um membro do serviço de segurança durante um comício do candidato às primárias republicanas Donald Trump, um incidente filmado parcialmente.

Segundo vários vídeos do incidente, divulgados no Twitter e no Instagram, Christopher Morris estava em Radford (Virgínia), junto às barreiras que delimitam o espaço para a imprensa, quando manifestantes que interrompiam a reunião de Trump eram retirados.

Um agente de segurança que, segundo a CBS é membro do serviço secreto que protege personalidades, pediu ao fotógrafo que permanecesse atrás da barreira, sendo insultado por ele. Em seguida, o policial o pegou pelo pescoço e o jogou no chão.

Outro vídeo mostra o fotógrafo levantando-se e tentando segurar o pescoço do agente, após o que é retirado do local.

"Saí um metro e meio do local destinado para a imprensa e ele me segurou pelo pescoço, começou a me estrangular e me jogou no chão", declarou, em seguida, Christopher Morris a um jornalista da CNN.

O republicano Donald Trump, assim como os democratas Hillary Clinton e Bernie Sanders são protegidos por um contingente de policiais do Serviço Secreto. Eles atuam como guarda-costas dos candidatos, mas também supervisionam a segurança e o acesso em todos os seus deslocamentos, com o apoio das forças de polícia locais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos