Presidente conservador da Assembleia de Especialistas do Irã não é reeleito

Teerã, 29 Fev 2016 (AFP) - O presidente conservador da Assembleia de Especialistas do Irã, a instituição que elege o Guia Supremo, foi derrotado nas eleições realizadas na sexta-feira passada, anunciou nesta segunda-feira a televisão estatal iraniana.

O aiatolá Mohammad Yazdi não integrará mais este organismo, assim como outra figura conservadora importante, o aiatolá Mohammad Taghi Mesbah Yazdi, também derrotado nas urnas.

Por sua vez, o aiatolá Ahmad Khanati, chefe do poderoso Conselho dos Guardiões da Constituição foi eleito, mas em último lugar.

A aliança de moderados e reformadores que apoia o presidente iraniano Hassan Rohani havia feito campanha para que estas três personalidades conservadoras não fossem eleitas.

Os três conservadores eram candidatos em Teerã, onde o ex-presidente moderado Akbar Hachemi Rafsanyani foi o candidato mais votado, à frente do religioso conservador Mohammad Emami Kashani e do presidente Hassan Rohani, em segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Rafsanyani e Rohani apresentaram listas separadas com o objetivo de eliminar estas três personalidades conservadoras.

Por sua vez, as principais personalidades religiosas conservadoras foram eleitas.

Entre elas figuram os aiatolás Ahmad Khatami em Kerman (sul), Seyyed Mahmoud Hachemi Shahroudi em Khosar Razavi (nordeste) e Sadegh Larijani, que dirige a autoridade judicial iraniana, em Mazandaran (norte).

Em um comunicado, Larijani denunciou os que, "de forma coordenada com os meios de comunicação americanos e britânicos", tentaram "eliminar alguns servidores do povo da Assembleia de Especialistas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos