Adolescentes judeus israelenses são indiciados por agressão racista

Jerusalém, 1 Mar 2016 (AFP) - Quatro adolescentes judeus israelenses foram indiciados nesta terça-feira por uma "agressão de caráter racista" contra dois árabes israelenses em Netanya (norte) - anunciou o Ministério da Justiça.

Os rapazes haviam ingerido bebida alcoólica na praia desta cidade em 17 de fevereiro, quando começaram a seguir dois árabes israelenses e a insultar o profeta Maomé. Logo depois, começaram a jogar pedras e garrafas vazias na dupla, acrescentou o Ministério.

Ambos fugiram para um elevador, mas seus agressores conseguiram alcançá-los. Um deles puxou um dos árabes à força, chamando-o de "terrorista". Agrediu a vítima até que perdesse consciência e tivesse de ser hospitalizada.

Israel e os Territórios Palestinos estão mergulhados em uma onda de violência desde 1º de outubro. De acordo com balanço da AFP, neste período já morreram 178 palestinos, 28 israelenses, um eritreu, um sudanês e um americano.

A maioria dos palestinos mortos é autor, ou suspeito de ter cometido ataques contra Israel. Descendentes dos 160.000 palestinos que ficaram em suas terras após a criação do Estado de Israel em 1948, os árabes israelenses são, hoje em dia, mais de 1,3 milhão de pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos