Chavista Cabello denuncia ameaças de morte contra juízes do Supremo

Caracas, 3 Mar 2016 (AFP) - O número dois do chavismo, Diosdado Cabello, denunciou na noite desta quarta-feira que juízes do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ) foram ameaçados de morte após a decisão que reduziu poderes do Parlamento.

"Nossa solidariedade para com todos os juízes. Até de morte estão sendo ameaçados", disse Cabello em seu programa semanal de televisão, transmitido pelo canal estatal VTV.

O deputado chavista vinculou as ameaças à sentença do Supremo que limitou o controle do Parlamento sobre o Executivo, e eliminou sua supervisão sobre os atos dos poderes Judiciário, Eleitoral e Cidadão.

Segundo Cabello, as ameaças pretendem intimidar os juízes em decisões que envolvem os interesses da coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD).

"Por isto nossa solidariedade e respeito ao TSJ, à sala constitucional e aos juízes e juízas que trabalham lá", disse Cabello, advertindo que "chegou a hora da coragem (...) e de lutar para vencer".

A oposição acusa o Supremo de estar a serviço do governo do presidente Nicolás Maduro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos