Boias de alerta anti-tsunami falharam durante terremoto na Indonésia

Jacarta, 3 Mar 2016 (AFP) - As 22 boias de alerta instaladas após o tsunami de 2004 em frente à costa de Sumatra, no oeste da Indonésia, não funcionaram corretamente na quarta-feira durante o forte tremor que atingiu a região, indicaram nesta quinta-feira as autoridades indonésias.

O terremoto de magnitude 7,8, cuja magnitude se situou no oceano Índico, atingiu a ilha de Sumatra e semeou o pânico entre os habitantes. O alerta de tsunami foi ativado, sendo levantado poucas horas depois.

Nenhuma vítima ou grandes danos foram reportados, e as zonas afetadas retomaram nesta quinta-feira suas atividades normais.

O processo para garantir que nenhum tsunami fosse desencadeado não funcionou por culpa da falha das 22 boias de alerta marinho que o país tem, explicou a agência indonésia de catástrofes naturais.

Em um primeiro momento, o alerta foi corretamente ativado. Mas depois as boias, que podem detectar mudanças no movimento da água e transmitir os dados aos serviços respectivos, não funcionaram para apontar que as ondas potencialmente destrutivas não foram geradas. Como consequência, as autoridades demoraram três horas para pôr fim ao alerta.

"As boias de alerta foram vandalizadas e não houve orçamento suficiente para consertá-las", declarou aos jornalistas o porta-voz da agência, Sutopo Purwo Nugroho. "Esta situação faz com que seja difícil confirmar se houve ou não um tsunami", acrescentou.

Estas boias formam parte de um sistema sofisticado de alerta, instalado depois do tsunami de 2004. Seu custo de vários milhões de dólares foi financiado com a ajuda de doadores estrangeiros.

Em 2004, um terremoto submarino no noroeste da Indonésia gerou um gigantesco tsunami que provocou a morte de mais de 170.000 pessoas na Indonésia e outras dezenas de milhares em vários países do oceano Índico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos