Prossegue a destruição da 'selva' de Calais

Calais, França, 3 Mar 2016 (AFP) - O desmantelamento de uma parte do acampamento de migrantes chamado de "selva" de Calais (norte da França) foi retomado nesta quinta-feira, pouco antes de uma cúpula franco-britânica que abordará a situação desta grande favela, constatou a AFP.

Iniciado na segunda-feira, o trabalho, destinado a evacuar a zona sul do acampamento, avançava mais rápido na véspera, e nesta quinta-feira se concentrava em um espaço ocupado até agora por refugiados curdos.

Como nos dias anteriores, as operações ocorriam com a presença de um importante dispositivo policial de proteção.

Segundo as autoridades francesas, um hectare foi evacuado durante a semana, do total previsto de 7,5 hectares.

Na manhã desta quinta-feira, a situação ficou tensa ao redor de uma cozinha coletiva chamada de "Harshran kitchen", criada por iniciativa de voluntários britânicos que ajudam os migrantes. Refugiados do acampamento trabalham neste espaço coletivo cujos responsáveis dizem servir mil refeições diárias.

Seus encarregados indicaram que não sabem se o local será destruído, como as centenas de barracos que foram arrasados desde segunda-feira. A justiça autorizou o desmantelamento parcial do acampamento, mas excluiu os "lugares de vida", citando em particular locais de culto e escolas.

As forças policiais se posicionaram ao lado da "Harshran kitchen", na qual se encontravam dezenas de pessoas, entre membros de associações e migrantes.

Entre 800 e 1.000 pessoas vivem no setor sul da "selva" que será desmantelado, mas as associações estimam este número em 3.450. O objetivo é recebê-las em abrigos em Calais ou em outras cidades da França.

Em todo o acampamento há entre 3.700 e 7.000 migrantes, em sua maioria sírios, afegãos e sudaneses que querem passar à Grã-Bretanha.

O presidente francês, François Hollande, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, se reunirão nesta quinta-feira em uma cúpula anual na cidade de Amiens, situada a 150 km de Calais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos