Orçamento militar da China tem menor aumento em seis anos

Pequim, 5 Mar 2016 (AFP) - A China prevê um orçamento de defesa com alta de 7,6% para 2016, sua menor elevação em seis anos - de acordo com o texto do discurso do primeiro-ministro Li Keqiang, na abertura da sessão parlamentar anual.

Pequim contempla gastos militares da ordem de 954 bilhões de iuanes (146 bilhões de dólares), indica o texto, citado pela agência oficial de notícias Xinhua.

O orçamento militar chinês cresceu 10,1% em 2015.

Esta desaceleração se produz "em um contexto de dificuldades econômicas crescentes e de uma grande redução dos efetivos" do Exército, informou a agência Xinhua.

O presidente chinês, Xi Jinping, comandante das Forças Armadas, anunciou em setembro uma redução de 300 mil homens no Exército, sobre um total de 2,3 milhões de militares.

A China, considerada a segunda potência militar mundial, está muito atrás dos Estados Unidos, cujo orçamento é quatro vezes superior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos